Dieta no Frio?

O friozinho está chegando e como fazemos para não colocar nossa dieta em risco?

Quando cai a temperatura, nosso organismo tende a buscar alimentos mais calóricos e gordurosos e, se não tomarmos cuidado, corremos o risco de exagerar e ganhar alguns quilinhos extras.

No inverno, a necessidade de repor água é menor que no calor, por isso reduzimos o consumo de sucos, frutas e saladas, alimentos mais leves, e preferimos alimentos mais quentes, calóricos e com digestão mais lenta, que proporcionam sensação de saciedade por mais tempo.

Mas, há outro fator ainda mais importante; estudos destacam que o aumento do apetite nos dias mais frios tem a ver com a relação emocional que apresentamos com a comida. Buscamos conforto na comida quente. A boa notícia é que é possível aliar o aconchego que buscamos no inverno com hábitos saudáveis.

Aqui vai algumas táticas infalíveis:

  • SOPA, uma grande aliada: substituir a salada do jantar pela sopa é uma ótima alternativa para nutrir e aquecer o corpo, mas tudo depende dos ingredientes. Uma sopa balanceada deve ter uma porção de proteína magra, como peito de frango ou músculo, e legumes pouco calóricos, como: abobrinha, berinjela, chuchu, alho-poró, aipo, couve-flor, brócolis e abóbora, convém não exagerar nos carboidratos, como: a batata, macarrão e a mandioquinha que são todos desse grupo alimentar, você deve escolher apenas um para acrescentar à sopa,  salpique linhaça, lascas de amêndoa ou de girassol, que são fontes de gordura do bem. A sopa também vai bem no almoço ou como entradinha, ela dá saciedade e, por isso, você vai se contentar com uma porção menor do prato principal.

 

  • CHÁ, confortante: A melhor forma de aquecer o corpo sem calorias é beber chá. Os mais recomendados são os à base de Camellia sinensis (verde, branco, vermelho e amarelo) e o de hibisco, que, comprovadamente, ajudam no controle do peso. Além disso, são ricos em antioxidantes que beneficiam a saúde, inclusive o sistema imunológico, que pode ficar mais frágil nesse período de temperaturas baixas. ***Se a intenção é manter a ansiedade sob controle, a erva-doce é uma ótima opção.

 

  • ESPECIARIAS: Assim como o chá-verde, o gengibre, a canela e a pimenta vermelha também são termogênicos, elevam a temperatura corporal e promovem um maior gasto energético ao serem processados. Além disso, são temperos que possuem um gostinho especial. ***Ponha gengibre ralado ou picado no leite, no chá e nas sopas e polvilhe canela nas frutas assadas e no iogurte.

 

  • INTERVALO ENTRE AS REFEIÇÕES: No frio, como o organismo precisa trabalhar mais para manter a temperatura corporal, ficamos com a sensação de fome mais cedo, uma dica é diminuir o intervalo entre as refeições para duas horas e meia, em vez de três. ***Procure consumir alimentos pouco calóricos e em porções pequenas.

 

  • DOCES: que tal frutas assadas no lugar de doces? No forno ou simplesmente aquecidas no micro-ondas, elas ficam deliciosas! Opte por maçã, banana, pêssego ou abacaxi, com uma pitada de canela por cima. A especiaria ajuda ainda a atrasar o esvaziamento gástrico, o que colabora para evitar a fome ao longo do dia.

 

  • CHOCOLATE EM DOSE MODERADA: Quem não abre mão dessa delícia não precisa sofrer, basta fazer trocas inteligentes; substitua o achocolatado por cacau em pó, o leite integral pelo desnatado e use adoçante. Mas tome apenas uma xícara e, de preferência, no café da manhã, quando sobra bastante tempo para queimar calorias. ***Salpique cacau em pó nas frutas assadas ou até mesmo um pouquinho de chocolate 70% cacau derretido.

 

Agora é só aproveitar o que o frio tem de melhor.

fonte: Boa Forma