OUTUBRO ROSA: alimentação saudável e câncer de mama

Com certeza nas últimas semanas você leu (ou pelo menos viu) algum artigo falando da prevenção de câncer de mama pelo Outubro Rosa. Grande chance de esse artigo ter falado sobre o impacto da alimentação, talvez de modo geral, talvez indicando alimentos específicos.

A verdade é que a mídia e redes sociais falam sobre a relação da alimentação com o câncer há anos, então você sabe que as escolhas do prato podem prevenir ou acelerar o desenvolvimento de um câncer. Em números, 30 a 40% dos diagnósticos de câncer poderiam ser prevenidos com hábitos alimentares. Mas o número de casos cresce a cada ano. Assim como o número de pessoas que buscam por uma alimentação mais saudável.

É contraditório e mesmo assim a explicação pode ser simples. Ainda que exista essa vontade de colocar uma alimentação mais saudável na rotina talvez todas as outras partes desse estilo de vida caótico e estressante que grande parte das pessoas leva esteja impedindo que essa mudança aconteça de fato. O que torna a busca por uma alimentação saudável outra frustração que gera ainda mais estresse e sofrimento.

O estilo de vida esta relacionado com cerca de 50% da longevidade de alguém, enquanto o ambiente em que vive representa 20% e a genética apenas 30%. Admitindo que o estilo de vida é muito influenciado pelo ambiente, cerca de 70% dos fatores que impactam a longevidade de alguém se relaciona com as decisões de cada dia. E são essas decisões de cada dia na relação com o trabalho, família, vida social e emoções que dão suporte para a saúde. Ou não.

Na prática, mesmo você sabendo que a alimentação previne câncer escolher uma alimentação anticâncer é multifatorial, dependente do estilo de vida como um todo e especialmente de fatores emocionais. Escolher essa alimentação saudável é mais complexo do que apenas comprar no Nossa Feira alimentos com alto potencial anticâncer como brócolis, couve-flor, açafrão. É sobre construir uma relação de amorosidade e auto cuidado através da comida.  E fazer do auto cuidado uma prioridade. Seu estilo de vida.

Então da próxima vez que fizer suas compras no Nossa Feira para as refeições da rotina, pense também nas refeições que representam lazer – para começar a desassociar o prazer do lazer com alimentos  que alimentam apenas a mente. Pense em como desacelerar. Descansar. Dormir melhor. Estar em contato com a natureza. Conectar com você e com quem você ama.

Meu convite é para (re) pensar tudo que envolve seu estilo de vida hoje, tendo a alimentação como eixo central pois quando você muda a forma de se relacionar com o alimento, você muda a forma de se relacionar com tudo que conecta a vida.

Beijos, Karelin