IMPACTO AMBIENTAL DO PADRÃO DE BELEZA na feira e no prato.

O que é uma abobrinha boa para você? E um chuchu ou uma cenoura? Tem diferença na textura da casca, formato, tamanho? Outras características? Como aprendeu a fazer essa avaliação? Tem um aspecto visual de certo padrão de beleza?

A real é que somos tão ensinados sobre padrão de beleza em tudo que se torna comum procurar por esse padrão até nos vegetais. Talvez você já tenha escolhido abobrinhas semelhantes entre elas na hora de comprar. Rsrs Talvez já tenha percebido que esse padrão é diferente para cada pessoa, podem ser abobrinha pequenas para você e grandes para outra pessoa.

Nutricionalmente, o que importa é ser fresco, sem machucados de apodrecimento. O aspecto visual não impacta a riqueza nutricional. Mas impacta o mundo pelo desperdício e você pode fazer parte da mudança.

É bem comum algumas pessoas desistirem de consumir cestas de orgânicos pelo não controle do aspecto visual não padronizado ou pela presença esporádica de pequenos machucados por passarinho ou mesmo bichinho nos alimentos. Acontece que isso é reflexo da vida natural acontecendo e basta tirar o pedacinho machucado pois o restante do produto continua com qualidade.

Você sabia que em torno de 1/3 da produção de alimentos é descartada entre a lavoura e sua casa? Isso equivale a aproximadamente 41 mil toneladas de comida por dia descartadas no Brasil (último dado da ABRASCO de 2016). Cada alimento que deixa de ir para o lixo é um ganho para o Planeta pensando em volume de lixo, aterros e lixões.

Você, pessoa que já tem essa consciência pode contribuir com o mínimo descarte de algumas formas – comprando os alimentos fora do padrão estético (em formatos/ tamanho) ou mesmo algum alimento levemente machucado, fazendo um plano de compras para usar tudo que comprar, comprando com distribuidores diretos (como a Nossa Feira) ou direto com o produtor, pedindo para embalar comida que sobrou em restaurantes (vale deixar com algum morador de rua se estiver limpo ou cachorro se for do prato).

Juntos, um dia por vez podemos minimizar nosso impacto no Planeta Terra.

 

Super beijos e boa semana.

Com amor, Karelin Cavallari